Se não tomarmos as Malvinas enquanto Boris estiver doente, estaremos A * SHOLES! Vergonha do texto argentino | Mundo | Notícia

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br


A mensagem do WhatsApp, espalhada amplamente entre os usuários na Argentina, dizia: “Boris Johnson foi internado no hospital após 10 dias de sintomas de coronavírus, o príncipe Charles teve coronavírus, o príncipe Harry deixou a família real e a rainha Elizabeth II foi presa. Se não recuperarmos as Malvinas neste fim de semana, somos como * buracos. ” Depois de diagnosticado com COVID-19, Boris Johnson teve que ser hospitalizado como precaução em 5 de abril.

Ele foi tratado na unidade de terapia intensiva do St Thomas ‘Hospital, em Londres, até ser transferido para uma enfermaria ontem. Hoje, uma declaração do no 10 disse: “Ele continua a fazer um progresso muito bom”.

O príncipe Charles foi diagnosticado como infectado com COVID-19 em 25 de março, depois de passar por um teste em um hospital escocês em Aberdeenshire, para onde viajara horas antes, apesar de já sentir sintomas leves.

O coronavírus também forçou a rainha a iniciar um bloqueio rigoroso.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Um usuário do Instagram disse: “Acabei de receber a mensagem do WhatsApp de membros da família na Argentina e realmente não acho engraçado. Estamos passando por uma pandemia global e eles estão fazendo piadas sobre a invasão do território britânico. Eles não percebem que as pessoas estão morrendo em todo o mundo? ”

Isso ocorre depois que o governo das Ilhas Malvinas confirmou o primeiro caso de COVID-19 no território.

Assim que o coronavírus começou a circular nas Malvinas, o governo argentino se ofereceu para enviar kits de testes de diagnóstico e permitiu que cidadãos da ilha entrassem nos hospitais argentinos.

Em entrevista ao Sputnik, o secretário da Chancelaria Argentina das Ilhas Malvinas, Daniel Filmus, disse que era um gesto “humanitário” que nada tinha a ver com a reivindicação de soberania sobre as ilhas.

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, foi ao Twitter e disse: “As Malvinas pertencem à Argentina por história, geografia, direito, coração e nossos caídos e ex-combatentes. Hoje, como todo 2 de abril, reivindicamos nossa soberania e dizemos, como sempre, as Malvinas Argentinas! ”

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br
Leia Também  Quarta-feira, 15 de janeiro de 2020