Notícias do Brexit: alemães decepcionados com quase 70% dos eleitores ‘lamentando’ a saída do Reino Unido | Mundo | Notícia

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br


A Grã-Bretanha está programada para cortar totalmente os laços com a União Europeia no final de janeiro – levando ao início das negociações comerciais entre o Reino Unido e Bruxelas. Porém, uma pesquisa recente realizada pelo grupo de pesquisa de Mannheim produziu um resultado chocante, com 68% dos alemães que responderam expressando sua tristeza pela Grã-Bretanha de deixar o bloco. A pesquisa foi realizada no Politibarometer, uma pesquisa eleitoral alemã de longa data que também transmite um programa de televisão mensalmente na sexta-feira.

A pesquisa também revelou que 21% “não se importam” com a saída da Grã-Bretanha da UE.

Nove por cento acreditam que a saída da Grã-Bretanha é uma ação positiva.

A pesquisa também mostrou que 46 por cento surpreendentes não acreditam que haverá mudanças como resultado do Brexit.

A Alemanha pode ser forçada a pagar a conta pela diferença que a Grã-Bretanha deixa dentro do sindicato como contribuinte líquido.

Estima-se que, nos próximos sete anos, as contribuições alemãs subam em média 14 bilhões de euros, para uma contribuição anual de 42 bilhões de euros.

A proposta foi elaborada em 2019 pela Finlândia, que na época ocupava a presidência do Conselho da União Europeia.

Mas o presidente dos eurodeputados alemães, Gerald Ullrich, instou o governo alemão a renegociar para um valor mais baixo que veria a Alemanha guardar mais dinheiro no bolso.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Ele disse: “Nas negociações sobre as contribuições para o orçamento da UE, o governo federal deve defender um mecanismo geral de correção para que os encargos dos contribuintes alemães não fiquem fora de controle”.

A Grã-Bretanha deve deixar a União Europeia em 31 de janeiro de 2020, após três anos de negociações entre duas Primeiras Ministras – Theresa May e Boris Johnson.

Leia Também  Perfil musical - David Leonard

Já se passaram quase 50 anos desde que o Reino Unido entrou no bloco, então conhecido como Comunidade Européia, ao lado da República da Irlanda e da Dinamarca.

No referendo original de 1975, 67% desejavam ingressar, em comparação com os 33% que não o fizeram.

Isso é comparado com as estatísticas históricas de 52 a 48 por cento de Deixar e permanecer no referendo de 2016 sobre o Brexit.

A chanceler alemã Angela Merkel descreveu recentemente o Brexit como um “alerta” para a União Europeia.

Em entrevista ao Financial Times, ela pediu à UE que mude de atitude, dizendo que ela deve se tornar mais “atraente, inovadora, criativa, um bom lugar para pesquisa e educação”.

A chanceler permaneceu de boca fechada com a questão do Brexit, com sua primeira declaração sobre o assunto descrevendo como a Grã-Bretanha tinha o potencial de se tornar um “concorrente” da Alemanha.

Reportagem adicional de Monika Pallenberg

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br