Como ensinar a atenção plena aos seus filhos

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br


Você sabe o quanto a atenção plena é importante na felicidade e na conexão de sua vida cotidiana – em casa, com seus filhos, no escritório, com seu parceiro, com seus amigos e familiares, etc.

Mas você sabia que pode ajudar seus filhos a serem mais atentos e, portanto, mais felizes também – tanto pela maneira como é mãe e exibindo atenção você mesmo?

História verdadeira, diz Beverly Conyers, especialista em mindfulness, autora de Encontre a sua luz: praticando a atenção plena para se recuperar de qualquer coisae mãe de três filhos adultos.

Nesta postagem de convidado, ela nos mostrará como começar a incorporar a atenção plena nas rotinas diárias de nossos filhos para ajudá-los a lidar melhor com o estresse, desenvolver habilidades de relacionamento e melhorar a autoestima.

Como ensinar a atenção plena aos seus filhos, por Beverly Conyers

Todos já ouvimos dizer que a atenção plena é ótima para desestressar a nossa vida. Mas a atenção plena também pode ser boa para as crianças? Absolutamente! De fato, muitas escolas ensinam alguma versão da atenção plena para ajudar alunos de todas as idades a lidar com o estresse, desenvolver habilidades de relacionamento e melhorar a autoestima.

Podemos dar às crianças os mesmos benefícios em casa, incorporando a atenção plena em sua rotina diária. Mesmo que as crianças sejam jovens demais para entender a palavra, elas entendem o conceito quando nos veem como modelo de comportamento consciente. Além disso, ao ajudar nossos filhos a aprender habilidades valiosas de atenção plena, injetamos algum alívio consciente necessário em nossa agenda cheia!

Leia Também  Você precisa de mais ômega-3?

Aqui estão quatro maneiras fáceis de começar.

1. Preste atenção.

A essência da atenção plena é aprender a estar onde realmente estamos. Quando se trata de nossos filhos, isso significa reservar um tempo todos os dias para dar a eles nossa atenção total. Claro, temos que ensiná-los a guardar seus brinquedos, pegar suas roupas e fazer a lição de casa. Mas também precisamos que eles saibam que os valorizamos como seres humanos.

Fazemos isso encontrando tempo ininterrupto – talvez na mesa do jantar ou durante a rotina de dormir – para realmente vê-los e ouvi-los. Quando damos aos nossos filhos nossa atenção total, ensinamos a eles como se concentrar, como respeitar os outros e como se valorizar como indivíduos que valem a pena.

2. Cultive compaixão.

As crianças pequenas são naturalmente egocêntricas. Leva tempo para desenvolver bondade, empatia e compaixão – habilidades emocionais importantes que promovem relacionamentos saudáveis. Podemos usar a atenção plena para ajudar as crianças a desenvolver essas habilidades, incentivando-as a prestar atenção em seus sentimentos. Podemos dizer coisas como: "Como você se sentiu?" Ou "Não há problema em ficar triste (ou com raiva ou com medo)".

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Também podemos nos abrir sobre nossas próprias emoções, deixando que elas saibam que também temos sentimentos. Finalmente, podemos pedir que imaginem o que os outros estão sentindo. A dramatização de bonecos e outros brinquedos favoritos pode ajudar as crianças a se conectarem em um nível emocional, enquanto as crianças mais velhas gostam de explorar os sentimentos dos personagens em livros, filmes e programas de TV. Ao plantar sementes de compaixão, ajudamos as crianças a se tornarem adultos afetuosos e emocionalmente inteligentes.

3. Passe algum tempo na natureza.

As crianças são instintivamente engajadas pelo mundo natural – seja o céu, o mar, um parque da cidade ou até mesmo um inseto em uma folha de grama. A natureza é o grande sustentador e conector, evidência tangível da interconectividade de todas as coisas. Com a prática consciente de nutrir a conexão das crianças com o mundo natural, damos a elas uma base para classificar o que é real e duradouro, em oposição ao que é superficial e passageiro.

Leia Também  14 usos de peróxido de hidrogênio para limpeza e desinfecção

Além disso, ajudar as crianças a se verem parte de um todo maior – um princípio básico da atenção plena – nutre sua mente e espírito e promove o crescimento pessoal.

4. Pratique a paciência.

Se tivéssemos que expressar atenção em uma única palavra, "respirar" seria uma boa escolha. Afinal, focar na respiração é uma maneira consagrada pelo tempo de sair de uma espiral emocional e se concentrar no momento presente. Também é um lembrete da importância da paciência. Embora vivamos em um mundo de gratificação instantânea, as crianças – como todos nós – precisam aprender a ter paciência para lidar com as adversidades, interagir com sucesso com outras pessoas, estabelecer e alcançar metas.

Algo tão simples como explicar que o bolo no forno leva tempo para assar pode ajudar as crianças a apreciar o conceito de paciência. E quando eles insistem que querem isso agora, podemos abraçá-los, lembrar que crescer leva tempo e nos lembrar de “apenas respirar!”

Por fim, fazer da atenção plena parte do seu kit de ferramentas para pais não precisa ser complicado nem demorado. Na verdade, é mais uma atitude do que uma lista de "tarefas a fazer". Ao incorporar comportamentos conscientes em sua própria vida, você ensina às crianças habilidades valiosas que pagarão grandes dividendos nos próximos anos.

Qual você vai fazer hoje? Conecte-se comigo no meu blog e no Facebook.Beverly Conyers



cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br